Arquivo da categoria: Uncategorized

Estamos matando nossa mãe?

Gaia: A Terra Viva, em uma Representação Artística

E se todo o nosso planeta, assim como Pandora (do filme Avatar), for um grande ser vivo, do qual cada planta, animal, bactéria ou ser humano é apenas uma parte, como são as células do nosso próprio corpo?
E se você for apenas uma célula de um organismo vivo e pulsante?

O filme Avatar, que foi um marco incrível na indústria cinematográfica, nos mostrou a cultura dos Na´vi: Um povo que era completamente integrado à natureza que os cercava, acreditando firmemente na crença de que eram todos apenas uma pequena parte de Eywa. Em palavras simples, Eywa era a força vital de Pandora, uma criatura viva composta de todos os outros seres vivos que o habitavam, fossem plantas, animais e outros seres, águas, minerais, etc.

Isso nos leva a algo chamado “A Teoria de Gaia” que é uma teoria real do NOSSO mundo.

A Teoria de Gaia ou Hipótese de Gaia foi formulada pelo cientista Britânico James E. Lovelock no ano de 1979 do século passado.

Lovelock, baseado em teorias fundamentais da Geologia, da Biologia, da Química e também de observações da natureza chegou a uma conclusão interessante: a Terra está viva !!

Embora pareça algo mirabolante ou então místico, essa teoria tem um forte embasamento científico e de geologia.

O conceito de Mãe Natureza já é conhecido e amplamente difundido em várias culturas, desde os Índios nativos do Oeste Americano até tribos ancestrais do centro da África, mas Lovelock foi além:

Ele propôs que o nosso planeta, nós, os animais, as plantas e todos os elementos químicos e de geologia fazemos parte de um mesmo organismo gigantesco chamado Gaia, segundo sua teoria, todas as formas de vida da terra constituem um único ser vivo.

Em outras palavras, a Terra é um planeta vivo e manifesta a sua vida através da união de todos os seres vivos que estão dentro dela, todos fazem parte de Gaia e todos contribuem para o equilíbrio da teia da vida.

Ele baseou sua teoria nas seguintes evidências:

  • É comprovado que na natureza, nada se cria, nada se perde, tudo se transforma ( Lei de Lavousier ). Quando um animal, um ser humano, uma planta ou um ser vivo qualquer morre, todos os seus átomos e moléculas voltam para a natureza e são usados na construção de novos seres vivos, logo todas as formas de vida estão de um certo modo interligadas.
  • Os organismos através de sua interação com a natureza, não só influenciam o espaço físico, como também o químico. As árvores, por exemplo, alteram a química da atmosfera transformando CO2 em Oxigênio, os animais por sua vez respiram o Oxigênio e formam novamente CO2 em um ciclo químico perfeitamente renovável.
  • Se retirarmos um animal, planta ou forma de vida da terra e o jogarmos em um outro planeta qualquer do universo conhecido ele morrerá, em outras palavras, a vida ( como conhecemos ) depende da Terra.
  • A terra tem mecanismos de auto-regulação que mantém as suas condições estáveis: correntes marítimas, correntes de vento, atividades vulcânicas, etc… esses mecanismos do pontos de vista da geologia, biologia e química funcionam de forma perfeita e equilibram as formas de vida com as formas não-vivas.

Embora a maioria dos cientistas e especialistas em geologia considere errada a Teoria de Gaia, ela tem um forte apoio de alguns grupos e alguns fatos tais como o aquecimento global tem aumentado a sua credibilidade.

O caso do aquecimento global é interessante: quanto mais o homem destroi o meio-ambiente ( alterando Gaia ) mais Gaia torna o ambiente desfavorável ao próprio homem, esse fato pode levar em um caso extremo na extinção da humanidade.

Esse fato pode ser visto como o caso de uma doença, onde o corpo é Gaia e a humanidade é a doença: se a doença faz mau ao organismo, o corpo vai fazer de tudo para expulsa-la.

Baseado nisso, será que a afirmação do Agente Smith, no filme Matrix, do que nós somos um vírus, uma doença destrutiva em nosso planeta, consumindo recursos de forma voraz e desordenada, está correta? Será que um dia, Gaia, este “corpo” irá se livrar da “doença humana” para se curar? Ainda temos tempo, pessoal. Que tal pensar nisso AGORA MESMO?

Agent Smith: “Eu gostaria de compartilhar uma revelação que tive durante meu tempo aqui. Ela veio a mim quando tentei classificar sua espécie e me dei conta de que não são mamíferos. Todos os mamíferos do planeta instintivamente desenvolvem um equilíbrio natural com o meio ambiente, mas os humanos não. Vocês se movem para uma área e se multiplicam, se multiplicam até que todos os recursos naturais sejam consumidos e a única maneira de sobreviverem é indo para uma outra área. Há um outro organismo neste planeta que segue o mesmo padrão. Você sabe o que é? Um vírus. Os seres humanos são uma doença, um câncer deste planeta. Vocês são uma praga e nós somos a cura.”

Agente Smith - Vocês são uma doença...
Será que ele estava certo? 😐

E se o mundo for uma versão beta? Nós somos os bugs???

Fonte: Blog Guia da Carreira

Anúncios