Quer saber o que fazer com seu lixo? Pergunte aos japoneses

Hoje, conversando com um amigo do trabalho, fiquei sabendo sobre uma reportagem sobre o tratamento do lixo que me deixou maravilhado e revoltado ao mesmo tempo.

No Japão existe um bairro, chamado Odaiba, que foi construído sobre uma ilha artificial feita… DE LIXO!!!

Neste bairro, o tratamento de lixo é exemplo para o mundo inteiro.
Todas as pessoas tem o hábito de reciclar seu lixo e tudo na ilha gira em torno do lixo. Até a energia elétrica da ilha é conseguida através da energia termelétrica oriunda da reciclagem do lixo.  Odaiba é como os japoneses esperam, que seja o futuro: eficiente e limpo. O bairro é um exemplo de convivência com o lixo: praticamente 100% são reaproveitados.

As regras de separação de lixo variam de bairro para bairro. Alguns multam os que não obedecem. Mas o que faz os japoneses tão cuidadosos é a educação: eles começaram a separar o lixo há 500 anos, é uma tradição aprendida na escola e com a família.

No Japão, não há lixeiras nas calçadas. Se a gente quiser se livrar de uma garrafa de refrigerante, por exemplo, precisa ir até uma loja de conveniência, onde há um ponto de coleta para reciclagem. O lixo é dividido em quatro categorias. Aí tem que fazer assim: primeiro joga o resto do refrigerante no ralo. A garrafa tem que estar vazia. Depois, arranca o rótulo, que vai para a lata dos plásticos. Finalmente, pode jogar a garrafa fora, no lugar apropriado.

Dá trabalho? Claro que dá. O prêmio é viver em cidades que raramente alagam em dias de chuva e com ruas que parecem sempre ter acabado de passar por uma boa faxina.

Não adianta tentar explicar. Assistam o vídeo e tirem suas próprias conclusões.

A minha conclusão é: Eu vou me mudar pra lá!!! 🙂

Fonte: Bom Dia, Brasil